4 dicas para cuidados com o cabelo pós-progressiva

4 dicas para cuidados com o cabelo pós-progressiva

A escova progressiva é um procedimento desejado por muitas mulheres. Ela ajuda a conquistar fios lisos e com frizz controlado, sem nenhuma dificuldade. Graças a ela, é possível acordar com um aspecto liso e sem esforços.

No entanto, conseguir um visual adequado depende de alguns cuidados com o cabelo. Como se trata de um procedimento químico, é natural que as madeixas sofram uma “agressão”. Então, a atenção nesse momento ajuda a recuperar e deixar os fios sempre saudáveis.

Para não ter dúvidas, veja 4 dicas de cuidados com o cabelo no período pós-progressiva!

1. Tome cuidado com os produtos usados

Além de ter fios saudáveis, é essencial evitar que o efeito liso seja comprometido. Para tanto, é preciso ficar de olho em quais são os produtos utilizados. Os shampoos comuns, por exemplo, podem ter muito sal e diminuir a hidratação dos fios já sensibilizados.

Os shampoos de limpeza profunda retiram os ativos que garantem o aspecto liso — também convém evitá-los. No lugar disso, opte por shampoos, condicionadores e máscaras específicos para os alisados. Desse jeito, você coloca em prática os cuidados com o cabelo e não compromete o visual.

2. Faça tratamentos na fase pós-progressiva

Mesmo que o produto seja o melhor e a técnica adequada, a progressiva não deixa de ser uma agressão capilar. Então, é natural que os fios percam nutrientes, hidratação e força.

Para que eles não quebrem e nem fiquem opacos, o ideal é realizar os tratamentos certos. Opte, por exemplo, por uma hidratação profunda a cada 15 dias no período pós-progressiva.

Também vale montar um cronograma capilar, o qual inclui a nutrição e a reconstrução. Desse jeito, é mais fácil garantir que as madeixas tenham todos os componentes necessários.

3. Evite fazer novas químicas

Ainda é muito comum que as pessoas façam a progressiva e, logo em seguida, realizem outros procedimentos. É o caso de alisar num dia e, na semana seguinte, fazer luzes, por exemplo.

Embora pareça uma prática inofensiva, é algo que aumenta muito os impactos e pode levar à quebra dos fios. Dependendo do caso, pode acontecer um corte químico, o que causa grandes problemas.

Em vez disso, evite novas químicas no pós-progressiva. Prefira fazer os procedimentos antes do alisamento e, depois, dedique-se apenas aos cuidados com o cabelo.

4. Acerte no período do retoque

Para não comprometer o visual, também é essencial ficar de olho no momento de refazer o procedimento. Em primeiro lugar, isso é importante para não deixar passar tempo demais, o que causa um aspecto de mal cuidado para os fios.

É preciso também não se antecipar. Fazer progressivas constantemente e com pouco espaço entre elas sobrecarrega o cabelo. Portanto, o melhor é respeitar o tempo previsto.

Dependendo da época do ano e de certas condições, o período pode variar. Então, vale questionar o cabeleireiro para saber qual é o momento ideal para o retorno.

Os cuidados com o cabelo no pós-progressiva são essenciais. São eles que garantem o visual bonito e adequado, além de tornar as madeixas mais saudáveis. Use essas orientações e aproveite para arrancar elogios!

Para ter outras dicas para cuidar dos cabelos, curta a nossa página no Facebook!

Como preparar seu cabelo para tratamento químico?

Como preparar seu cabelo para tratamento químico?

Na hora de fazer um tratamento químico nos fios, é recomendado tomar algumas medidas de preparação. Você deve, por exemplo, escolher um bom profissional ou adquirir produtos de alta qualidade. Também é preciso fazer um teste de mecha, para evitar alergias e corte químico. O que pouca gente sabe é que é essencial preparar seu cabelo.

Com os cuidados adequados, você evita a necessidade de ter que correr para reconstruir fios quebrados ou sem vidas. Seja o tratamento uma descoloração, uma tintura ou uma progressiva, algumas medidas importantes têm que ser adotadas.

Na sequência, aprenda a preparar seu cabelo para tratamento químico e tire as suas dúvidas!

Reforce a hidratação nas semanas anteriores

Mesmo com os produtos certos, pode acontecer de um procedimento “roubar” parte da água dos fios. Isso leva ao ressecamento, o que gera aquele aspecto de cabelo “espigado”. Então, a melhor forma de proceder é realizar a hidratação de maneira prévia.

Faça um cronograma para cuidar da saúde dos fios e use máscaras e tratamentos de hidratação. Eles servem para garantir que as madeixas recebam a reposição adequada, o que traz movimento e maleabilidade às estruturas. Desse jeito, o resultado é favorecido.

Faça uma reconstrução antes do tratamento químico

É comum pensar em reconstruir os fios depois que o procedimento é feito, não é? No entanto, vale a pena realizar esse processo como um meio de preparar as madeixas para o que virá.

A reconstrução ajuda, por exemplo, a garantir a integridade das estruturas e a fechar as cutículas. É principalmente uma forma de “blindar” os cabelos, o que gera máxima proteção contra os impactos negativos.

Evite a guerra de químicas ao preparar seu cabelo

Um dos maiores problemas com um tratamento químico é o risco de ele “interagir” com um anterior e causar danos ao seu cabelo. Para que isso não aconteça, o melhor é fazer a preparação para evitar essa “guerra”.

Se tiver feito algum procedimento prévio e que foi agressivo, procure retirar todos os resquícios, como com um shampoo antirresiduos. A decapagem também é uma técnica que ajuda, principalmente, a manter uma tintura de alta qualidade.

Mesmo que, na hora, o resultado não seja tão bonito, essa preparação faz toda a diferença para garantir a segurança.

Fique de olho no ciclo de lavagem

Além de tudo, é muito importante pensar no processo de lavar o cabelo. Isso acontece porque alguns tratamentos químicos, como a escova progressiva, exigem que o cabelo fique longe da água por alguns dias. Se for fazer um desses, o indicado é higienizar no dia anterior.

Em outros casos, é recomendado ficar sem lavar na véspera. Quem tem o couro cabeludo sensível, por exemplo, pode preparar seu cabelo ao deixá-lo um pouco sujo antes da tintura.

Em geral, o melhor é não lavar imediatamente antes de fazer o procedimento. Assim, você não retira a proteção natural e evita agressões desnecessárias. A exceção, é claro, existe quando a recomendação do produto diz o contrário.

Saber preparar seu cabelo para tratamento químico é essencial para acertar no resultado. Com essas orientações, fica fácil garantir que os fios fiquem protegidos e bonitos ao final!

Quer saber ainda mais sobre o segmento da beleza? Acompanhe a iBella Cosméticos no Facebook!

Progressiva com formol: saiba o que é

Progressiva com formol: saiba o que é

Quem tem o costume de fazer escova no cabelo certamente já ouviu falar das progressivas com formol. Elas apresentam a capacidade de manter os cabelos lisos por muito mais tempo. Entretanto, existem muitas teorias que envolvem possíveis malefícios à saúde trazidos pelo produto.

Por esse motivo, muitas pessoas ainda têm medo daquele tipo de escova. Se você tem curiosidade em entender melhor o que seria a progressiva com formol, assim como os prós e os contras da sua utilização, continue lendo o texto e saiba mais!

Afinal, do que se trata a progressiva com formol?

Quando o assunto é alisar os cabelos, a escova progressiva é um dos métodos mais procurados no mercado. Sem dúvidas, o cabelo liso é mais fácil de cuidar e nunca sai de moda.

O formol é uma substância conservante, usada para impedir a deterioração dos tecidos. O problema é que, quando sua concentração é exagerada, ao ser exposto ao calor dos secadores ele evapora e se torna um gás muito prejudicial à saúde.

Dores de cabeça, desmaios, vômito e irritações são apenas alguns dos malefícios que esse evento pode causar. Ao ser utilizado nos produtos capilares, como em escovas progressivas, o formol é eficaz para manter o formato dos fios da maneira com que foram moldados com a prancha. Por isso, mesmo que você lave os cabelos, eles continuam lisos por muitos meses.

No entanto, é importante saber que o resultado de seu uso prolongado é o enfraquecimento dos fios, ressecamento e quebra. Isso ocorre porque essa química dissolve as moléculas dos óleos que envolvem os fios do cabelo, causando seu endurecimento.

Ainda existem produtos com formol?

Durante muito tempo o uso desse composto foi feito sem nenhuma regulação. Entretanto, à medida que os danos começaram a aparecer em grande proporção nas clientes dos salões de beleza, a ANVISA restringiu sua concentração nos produtos para a realização das escovas progressivas.

Atualmente o percentual máximo permitido é de 0,2%. Segundo o entendimento de profissionais e cientistas do ramo, essa concentração é suficiente para que o cabelo fique liso sem causar graves prejuízos, tanto ao cabeleireiro quanto à cliente.

Assim, os produtos que contenham quantidades acima desse valor não conseguirão registro no Ministério da Saúde. É importante que você verifique se o tratamento a ser realizado em você exibe o selo da ANVISA e do Ministério da Saúde, certo?

Como reconhecer uma escova progressiva com formol?

É comum que os profissionais afirmem que o tratamento a ser utilizado não tem formol em sua formulação. Porém, nem sempre isso é verdade. A melhor forma de observar se o produto tem (ou não) formol é prestar atenção se ele solta uma fumaça com cheiro característico.

Outra dica é pedir para ver a embalagem. Essa recomendação serve ainda para os donos de salão que estejam em dúvida sobre a presença dessa substância na composição do produto que vai levar para seu estabelecimento. Verifique se existe o nome “formaldeído” ou “poliformol” entre os ingredientes ou na descrição do produto.

Como é possível perceber, a escova progressiva com formol em concentrações acima de 0,2% é algo proibido pela ANVISA e pode causar graves danos não só para a estrutura de seus cabelos, com o uso reiterado do produto, mas também para a saúde de todos os envolvidos na sua aplicação.

Outra informação importante que você deve considerar é a possibilidade de ser alérgica ao formol. Por isso, antes de fazer qualquer progressiva, não deixe de fazer um teste de mecha.

Gostou do post? Siga a gente no Instagram!

3 penteados para 2019

3 penteados para 2019

Quem pensa que as tendências de moda se restringem apenas a roupas e acessórios está muito enganado. Os cabelos também recebem bastante influência das variações do mundo fashion. Tanto no que se refere aos cortes e à coloração, quanto no que diz respeito aos penteados.

Se você é uma pessoa que gosta de moda, sabe que um penteado ultrapassado pode comprometer o resultado da sua produção. Pensando em ajudar você a arrasar nos looks, reunimos aqui 3 penteados para 2019 que vão fazer seu look brilhar ainda mais. Ficou curiosa? Continue lendo e deixe as próximas ideias fazerem sua cabeça.

1. Aposte em penteados para 2019 com estilo de verão

O estilo de sereia está em alta. Portanto, cabelos com ondas naturais e texturas fazem muito sucesso. Independentemente do comprimento, procure deixá-los com um ar despojado e natural. Existem alguns produtos em spray que conferem volume ao cabelo, fazendo com que pareça que você acabou de chegar de uma temporada no mar.

Se for uma ocasião especial, aproveite para prender uma mecha da franja com uma presilha bonita. Você pode ainda repartir o cabelo ao meio e fixar duas mechas laterais na parte de trás. Tranças com acessórios também ficam lindas.

2. Experimente um coque despojado

A ideia dos penteados para 2019 é parecer que você não fez muito esforço para produzi-los. Por isso, evite cabelos muito certinhos, sem movimento ou com fixação exagerada.

Coques bagunçados e com pontas desconectadas ficam um charme. Se quiser algo mais romântico, as tranças são boas opções de acabamento. Experimente fazer um coque lateral e deixar a franja e algumas pontas soltas. Incremente tudo com uma presilha ou grampo com pedrarias. Fica lindo!

3. Invista nos cabelos curtos

Se em 2018 o long bob reinou, os cabelos curtos e com a base reta são a grande aposta para 2019. Não importa se o seu cabelo é liso ou cacheado, ele poderá estar levemente bagunçado.

Se o seu cabelo é curto, e você precisa fazer um penteado para uma ocasião especial, o spray fixador pode ajudar bastante. Experimente prender a franja para a lateral e deixar a parte traseira toda livre.

Outra ideia é puxar o cabelo para trás, com os dedos mesmo, sem perder a linha divisória formada pelos fios. Tranças, especialmente as embutidas, são ótimas para dar acabamento. Aposte ainda em acessórios como grampos e tiaras.

Por fim, os penteados para 2019 devem ser desestruturados e aparentar que foi você quem fez. Invista no babyliss para criar cachos abertos e com aspecto de fim de tarde na praia. Se o seu cabelo for muito liso, aplique produtos para criar textura nos fios. Aproveite os cortes mais curtinhos, um pouco acima dos ombros, e com fios retos.

Gostou desse post? Qual penteado você escolheu para o ano que se inicia? Siga a nossa página no Facebook e receba muitas outras dicas incríveis.

Cadastre-se na Newsletter
X

Receba nossos conteúdos por e-mail.
Clique aqui para se cadastrar.